Acústica de salas

 

 

Como era antes?

Antes dos sistemas de amplificação, era necessário que as salas de espectáculo fossem muito bem dimensionadas, por forma a permitir uma boa audição a todos os espectadores.

Já os gregos se tinham apercebido disso, e a construção dos seus anfiteatros é um bom exemplo dos seus conhecimentos de acústica, baseados apenas no senso-comum e na prática: tentativa e erro. Hoje em dia, já qualquer engenheiro civil é obrigado a ter os mínimos conhecimentos de acústica, por forma a que desse conhecimento resultem as melhores condições acústicas possíveis.

E quais são as melhores condições?

Como em tudo na vida, as melhores condições de uma sala de espectáculo são dependentes do tipo de espectáculo para que se deseja a sala.

No caso de uma sala de concertos, onde normalmente actuam bandas ou orquestras de grande porte, a sala deve ser aberta, isto é, não devem existir grandes obstáculos entre os ouvintes e os executantes, e deverá ter as paredes forradas com um material poroso. Devem-se evitar todos os materiais rígidos e reflectores, para evitar a reverberação (interferência provocada pelas ondas directas e reflectidas).

Nos casos em que a sala é dimensionada para uma aula com uma grande assistência, devem-se utilizar tectos altos, paredes lisas reflectoras, de modo a originar reflexões que possam ser ouvidas em toda a audiência, por exemplo, utilizando o tecto como "espelho acústico".

No caso da sessão de hoje, o Salão Nobre foi de facto dimensionado para aulas com uma grande assistência, e tem portanto uma grande reverberação. O Maestro da Banda da Armada visitou esta sala antes do concerto e alertou-nos de imediato para este factor, dado que a intensidade sonora pode atingir valores bastante elevados numa Banda com cerca de 100 elementos. Foi por isso mesmo que decidimos mover a plateia um pouco mais para trás e não ficar à "boca de cena", pois queremos evitar alguma sensação menos agradável de dor nos ouvidos. Esperamos que apreciem o concerto e que a sessão vos tenha sido de alguma utilidade.